Melasma

melasma

Qual é a causa do melasma?

A causa do melasma ainda não é completamente conhecida, mas sabe-se que as células que produzem o pigmento da pele (melanócitos) o fazem em excesso, causando hiperpigmentação. Fatores envolvidos no desenvolvimento do melasma incluem:

Como evitar o agravamento do melasma?

A exposição à luz solar tem um papel importante no desenvolvimento e agravamento do melasma. Esta doença piora habitualmente no verão, sobretudo em países com radiação solar intensa, como Portugal. Assim, para evitar o agravamento do melasma, é essencial aplicar diariamente um protetor solar de amplo espectro nas áreas de pele expostas ao sol.

Qual a diferença entre melasma epidérmico e melasma dérmico?

Melasma epidérmico: Quando há depósito aumentado de pigmento através da epiderme (camada mais superficial da pele). Melasma dérmico: Caracterizado pelo depósito de melanina ao redor dos vasos superficiais e profundos. Misto: Quando se tem excesso de pigmento na epiderme em certas áreas e na derme em outras regiões.

Por que o melasma é mais comum em mulheres em idade fértil?

O melasma é mais comum em mulheres em idade fértil e possui uma associação importante com a gravidez, podendo aparecer durante a gestação. Após o parto, o melasma pode desaparecer espontaneamente, mas infelizmente isso nem sempre acontece.

Qual é a cura do melasma?

O melasma não é uma doença contagiosa ou transmissível. Ou seja, a melasma não se transmite ou se “pega” por contato direto de pessoa para pessoa. O melasma tem cura? O melasma é uma doença crónica e recidivante, sendo que curas definitivas são relativamente raras.

Quais são os fatores que contribuem para o melasma?

Outros fatores que podem contribuir para o melasma incluem certos medicamentos e cosméticos, o stress oxidativo e a deficiência de Zinco. O diagnóstico de melasma é clínico, ou seja, é feito pelo dermatologista com base na história clínica e exame físico. A lâmpada de Wood e a dermatoscopia podem ser úteis.

Qual a diferença entre melasma dérmico e melasma misto?

2) Melasma dérmico: neste caso, o melasma atinge a camada mais profunda da pele - a derme, localizada entre a epiderme e a hipoderme - o que torna as manchas mais difíceis de serem tratadas; 3) Melasma misto: é quando as manchas afetam tanto a epiderme quanto a derme.

Qual a diferença entre melasma e melanoma?

Enquanto o melasma é uma mancha escura que ocorre por conta de um aumento da atividade dos melanócitos; o melanoma é um tumor cutâneo maligno que se desenvolve a partir dos melanócitos, podendo aparecer em forma de mancha marrom ou preta.

Qual é a diferença entre melasma dérmico e misto?

Melasma dérmico afeta o nível mais profundo da derme e é caracterizado por manchas mais escuras e acinzentadas.” Melasma misto (uma combinação de epidérmico e dérmico) aparece na forma de pigmento marrom-cinzento. Devido à profundidade dos pigmentos de melanina nos melasmas dérmicos e misto, estes tipos podem ser mais difíceis de tratar.

Quais são os tipos de melasma?

Sendo assim, podemos classificar o melasma em três tipos: 2) Dérmico: neste caso, o melasma atinge a camada mais profunda da pele - a derme, localizada entre a epiderme e a hipoderme - o que torna as manchas mais difíceis de serem tratadas; 3) Misto: é quando as manchas afetam tanto a camada superficial e profunda da pele.

Quais são os fatores que causam o melasma?

O pigmento melanina define a cor dos cabelos e da pele das pessoas. Fatores internos e externos, tais como a exposição solar, genética, mudanças hormonais, inflamação e idade podem afetar a produção de melanina. A superprodução leva a hiperpigmentação, onde manchas escuras e tons desiguais aparecem na pele.

Por que o melasma é chamado de cloasma?

Quando o melasma surge em decorrência da gravidez, é chamado de cloasma. Ele aparece devido às alterações hormonais pelas quais a mulher passa na gestação. Os hormônios produzidos pela placenta, como a progesterona, estimulam a produção de melanina. Desse modo, suas características de cor, tamanho, localização e tipos são iguais às do melasma.

Postagens relacionadas: