Pensão lisboa

pensão lisboa

Como pedir pensão para trabalhar em Portugal?

Se for viver para outro país da União Europeia e ainda não tiver pedido a pensão a que tem direito pelo tempo que trabalhou em Portugal, pode pedir a pensão diretamente no país para onde for viver.

Qual a idade mínima para receber pensão?

Idade igual ou superior a 60 anos e, pelo menos, 46 anos civis com registo de remunerações relevantes para cálculo da pensão, com início de carreira contributiva no regime geral de segurança social ou no regime de proteção social convergente em idade inferior a 17 anos.

Como calcular o valor da sua pensão?

Se fez descontos para a Caixa Geral de Aposentações (CGA), pode usar este simulador para ter uma estimativa do valor da sua pensão. Lembre-se que a aposentação antecipada e a aposentação por incapacidade têm outras condições. No portal da CGA encontra informação mais detalhada sobre essas condições e os cálculos do valor de cada pensão.

Por que vale a pena trabalhar em Portugal?

Porém, é preciso pensar no cenário de forma macro, em uma visão geral vale a pena trabalhar em Portugal porque aqui aprendemos muito e temos a oportunidade de crescer, conhecer novas pessoas e culturas dentro da mesma empresa e ver como é o mercado de trabalho tanto no país quanto na Europa.

Como pedir o visto para trabalhar em Portugal?

Todos esses vistos dão direito a trabalhar em Portugal, mas cada um deles tem os seus pré-requisitos. É possível também trabalhar com o visto de estudante, mediante a comunicação ao SEF, e com o Visto D7, para aposentados e detentores de renda. Como pedir o visto para trabalhar em Portugal?

Como posso ter direitos de pensão em vários países da UE?

Se trabalhou em vários países da UE, poderá ter acumulado direitos de pensão em cada um deles. Deve requerer a pensão junto da entidade competente em matéria de pensões do país onde reside ou do país onde trabalhou pela última vez. Se nunca trabalhou no país onde reside atualmente, este transmitirá o pedido ao país onde trabalhou pela última vez.

Quanto é o valor de uma pensão?

Quem define o valor da pensão alimentícia é juiz. E como já mencionado, não existe uma receita de bolo. Mas para se ter uma ideia, acontece assim: são somadas todas as necessidades da pessoa alimentada: alimentação, saúde, educação, vestuário e outras. E também são observadas as condições financeiras do alimentante (que paga a pensão).

Como calcular a pensão de uma carreira contributiva?

Pensão = Remuneração de referência x Taxa global de formação x Fator de sustentabilidade. Mas vejamos, primeiro, como chegar a estes denominadores. Vai encontrar a sua remuneração de referência ao dividir o total de remunerações da carreira contributiva pelo resultado da multiplicação do número de anos civis de descontos por 14.

Qual é o valor da pensão que o pai paga ao filho por mês?

A lei não estabelece nenhum limite do quanto da renda do pagante a pensão alimentícia pode comprometer. Porém, existe um entendimento dos tribunais de que o valor da pensão não deve ultrapassar 30% da renda da pessoa. Ou seja, imagine um pai que tem renda de R$5 mil por mês. É provável que o valor da pensão que ele paga ao filho não exceda R$1.500.

Qual é o valor da pensão para a criança?

Logo, a pensão poderia ser definida em R$2 mil para a pessoa A. Se fosse para a pessoa B, poderia ficar em torno de R$1 mil (porque ela recebe duas vezes menos). Repare que, neste caso, se o juiz fosse aplicar friamente o percentual de 30% para qualquer dos salários, provavelmente não chegaria num valor justo para a criança.

Postagens relacionadas: